Registro de Direito Autoral – Texto Registrado - Cabeçalho Registro de Direito Autoral – Texto Registrado - Cabeçalho

Esta Obra está Registrada em nome do autor Andarilho sob o número 131438348379159300, o autor tem um Certificado Digital de Direito Autoral que atesta este registro.
PODER PARALELO -- 2011-08-26 - 15:31:23 (Andarilho)
PODER PARALELO
Silva Filho


É um caos – é violência
É a morte planejada
Quem tem a ordem lesada
Sofre crises de demência;
O povo faz penitência
Faz mesmo até simpatia
Sem tolher a anarquia
Porque não mostra seu berro,
Se não for com fogo e ferro
Nunca o crime se esvazia.

O cidadão escorchado
Paga imposto, com derrama
Mas nos porões, muita lama
Deixa o Poder sufocado;
O povo sempre insultado
Fica só nas homilias
Disfarçando as agonias
Temendo soltar seu berro,
Se não for com fogo e ferro
Nunca o crime se esvazia.

Bandidos fecham Escolas
Fecham Ruas e Usinas
Nas favelas, suas vitrinas
Granadas, bombas, pistolas;
Crime também tem Cartolas
Pra compor a hierarquia
Desde o chefão ao vigia
E o povo não solta o berro,
Se não for com fogo e ferro
Nunca o crime se esvazia.

É muito mais competente
Um tal Poder Paralelo
Mantendo rede com elos
Para casos de emergência;
E o Governo da indulgência
Prefere um banho-maria
Não quer saber de arrelia
Pois do povo não vem berro,
Se não for com fogo e ferro
Nunca o crime se esvazia.

Quem prometeu solução
Quem prometeu segurança
Entre o Brasil e a França
Quer construir u’a prisão;
Não convoca um mutirão
Não trespassa a teoria
E o que o discurso dizia
Não repercute no berro,
Se não for com fogo e ferro
Nunca o crime se esvazia.

O crime vai por estrada
Por um rio ou Beira-Mar
Por montanhas, pelo ar
Em crescente escalada;
Reunião tem marcada
Disse o Governo outro dia
Pra tratar da miopia
Que faz o povo dar berro,
Se não for com fogo e ferro
Nunca o crime se esvazia.

Ninguém paga pra ser preso
Mas no Brasil é assim
Muito Imposto e coisa afim
E o cidadão indefeso;
Sem ter medida nem peso
Corre o crime à revelia
Na mais completa ufania
E o povo não solta o berro,
Se não for com fogo e ferro
Nunca o crime se esvazia.

O povo não quer dilema
Pra extirpar todo o mal
Quer um grande arsenal
Pra desmontar o esquema;
Sendo esse um velho tema
Que já não tem companhia
Quem na campanha queria
Hoje não suporta o berro,
Se não for com fogo e ferro
Nunca o crime se esvazia.

/aasf/
MOTE E GLOSA: Silva Filho


4 Acessos                                                                                      Fale com o autor
                       

VDF Distribuição de Alimentos

 
Este site é um produto da Marquei Soluções Internet Ltda - QD 301 RUA D CONJ 02 LT 5/6 S. 303 - BRASÍLIA - DF - 71901-110
CNPJ: 04.343.779/0001-07       -  contato@textoregistrado.com.br