Registro de Direito Autoral – Texto Registrado - Cabeçalho Registro de Direito Autoral – Texto Registrado - Cabeçalho

Esta Obra está Registrada em nome do autor Andarilho sob o número 131151909960536400, o autor tem um Certificado Digital de Direito Autoral que atesta este registro.
JÁ FUI BOM NISSO! -- 2011-07-24 - 11:51:39 (Andarilho)

JÁ FUI BOM NISSO!
Silva Filho



No fulgor da mocidade
Tal e qual um animal
Há um homem-vendaval
Que se diz ‘virilidade’.
Nunca tem saciedade
Nunca passa por remisso
Tem a força dum feitiço
Quando quer tirar proveito
Pro homem não tem mais jeito
Quando diz: Já fui bom nisso!


A partir da puberdade
Pensa mesmo só naquilo
Não permite um vacilo
Com tanta mobilidade.
O que sente de vontade
Faz o homem submisso
Mesmo sem ter compromisso
Tem prisão em algum peito
Pro homem não tem mais jeito
Quando diz: Já fui bom nisso!


O que ele não esquece
Tem abrigo sob a saia
Pois então só na gandaia
O seu plano robustece.
Vai compondo sua messe
Como quer aquele viço
Sem poder ficar omisso
Tem tendência por um leito
Pro homem não tem mais jeito
Quando diz: Já fui bom nisso!


Mas o tempo sempre passa
E com ele passa tudo
Não existe um estudo
Que reverta ou desfaça.
Vem o tempo da desgraça
Ou a fase do enguiço
E na cama tem sumiço
Quem tirou tudo de eito
Pro homem não tem mais jeito
Quando diz: Já fui bom nisso!


Quando chega nesse ponto
O homem só quer o cheiro
Como sendo derradeiro
Esse lance do seu conto.
Pra reserva está pronto
Já não faz mais o serviço
Quando olha pro caniço
Nada vê, senão defeito
Pro homem não tem mais jeito
Quando diz: Já fui bom nisso!


/aasf/
MOTE E GLOSA: Silva Filho



6 Acessos                                                                                      Fale com o autor
                       

VDF Distribuição de Alimentos

 
Este site é um produto da Marquei Soluções Internet Ltda - QD 301 RUA D CONJ 02 LT 5/6 S. 303 - BRASÍLIA - DF - 71901-110
CNPJ: 04.343.779/0001-07       -  contato@textoregistrado.com.br